Enquete

Qual é a sua opinião, com relação ao trabalho da imprensa escrita de Leopoldina?
 

Visitantes

mod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_counter
mod_vvisit_counterHoje498
mod_vvisit_counterOntem1911
mod_vvisit_counterEsta Semana7652
mod_vvisit_counterSemana Passada9061
mod_vvisit_counterEste Mês32251
mod_vvisit_counterMês Passado9571
mod_vvisit_counterTodos os Dias3068988

We have: guests online
Hoje: 24 Nov, 2017

300x250_Site_Progresso

Início Noticias do Mundo
Notícias do Mundo
Indiana anula casamento forçado pela primeira vez no país
Qui, 26 de Abril de 2012 15:54

Uma jovem anulou legalmente um casamento arranjado quando ela ainda era uma criança, no que seria o primeiro caso do tipo na Índia.

argaiv1432

Laxmi Sargara, de 18 anos, se casou com Rakesh no Estado do Rajastão, no norte do país, quando ela tinha somente um ano de idade e ele, três.

Ela cresceu com sua família e só descobriu que estava casada quando seus sogros foram "exigi-la" esse mês.

Casamentos forçados de crianças são ilegais na Índia, mas ainda são comuns em muitas regiões do país, especialmente em comunidades rurais e mais pobres.

'DEPRIMIDA'

Depois de apelar para seus pais sem sucesso, Laxmi procurou a ajuda da ONG local Sarathi Trust.

"Ela ficou deprimida. Ela não gostava do garoto e não estava preparada para cumprir a decisão dos pais", disse o funcionário da ONG Kriti Bharti à agência de notícias AFP.

"É o primeiro exemplo que conhecemos de um casal que se casou na infância querendo a anulação do casamento e esperamos que outros se inspirem", afirmou.

A ONG diz que, no início, Rakesh queria seguir adiante com o casamento, mas mudou de ideia.

Laxmi e Rakesh assinaram uma declaração juramentada de que o casamento é nulo na presença de um tabelião em Jodhpur.

Narayan Bareth, um jornalista na capital do Rajastão, Jaipur, diz que segundo uma pesquisa recente, 10% das meninas do Estado são casadas antes de completarem 18 anos.

De acordo com correspondentes, há casos raros no país de meninas que se recusaram a casar.

A Unicef afirma que 40% dos casamentos forçados de crianças do mundo acontece na Índia, mas que os esforços recentes para acabar com a prática diminuíram esse número. (www.folha.com.br)


France Presse
A indiana Laxmi Sargara, 18, segura certificado de anulação do casamento, em Jodhpur nesta terça-feira
A indiana Laxmi Sargara, 18, segura certificado de anulação do casamento, em Jodhpur nesta terça-feira

 
Vigilante que matou jovem negro paga fiança e sai da prisão.
Seg, 23 de Abril de 2012 13:40

Zimmerman pagou 150.000 dólares para aguardar julgamento em liberdade

Zimmerman deixa prisão John E. Polk, de Sanford (Flórida), na meia-noite de domingo para segunda-feira

Zimmerman deixa prisão John E. Polk, de Sanford (Flórida), na meia-noite de domingo para segunda-feira (David Manning / Reuters)

George Zimmerman, o vigilante voluntário que matou o jovem negro Trayvon Martin nos Estados Unidos, já se encontra em liberdade após ter pagado parte da fiança de 150.000 dólares e ter se comprometido a cumprir o resto das condições exigidas pelo juiz. O homem de 28 anos, vestido com uma jaqueta marrom e calça jeans, foi libertado da prisão John E. Polk de Sanford (Flórida) na meia-noite de domingo para segunda-feira.

Leia também: EUA: vídeo mostra vigia ileso após a morte de jovem negro

Zimmerman saiu andando da prisão e entrou em um automóvel branco sem fazer declarações à imprensa. Embora as autoridades não tenham divulgado mais detalhes, é habitual que os presos tenham que pagar com dinheiro 10% da fiança (neste caso, 15.000 dólares), o que costuma ser suficiente como garantia do pagamento do resto do importe.

"Quero dizer que sinto a perda de seu filho. Não sabia que idade ele tinha. Acho que era pouco mais jovem que eu. Também não sabia se ele estava armado ou não", disse Zimmerman, acusado de homicídio em segundo grau, perante os pais de Trayvon na sexta-feira, que estavam na sala durante a audiência na qual foi aprovada sua liberdade. Foi a primeira desculpa pública do homem após ter disparado contra o adolescente na noite de 26 de fevereiro.

Perante a falta de testemunhas ou provas que demonstrem o contrário, as autoridades locais decidiram não deter Zimmerman porque ele alegou ter atuado em defesa própria. No entanto, o caso suscitou protestos pelos EUA movidos por críticas a Zimmerman, acusando-o de ter agido por preconceitos racistas e amparado em uma lei que permite o uso da força letal alegando defesa própria.

Pressão - A pressão pública, que obrigou Zimmerman a permanecer escondido, foi acalmada em 11 de abril, quando a Promotoria decidiu apresentar acusações contra ele, o que levou à sua detenção. O juiz escutou na sexta-feira os depoimentos de seus familiares e de um dos principais investigadores do caso, e decidiu impor uma fiança para sua libertação.

Ao sair da prisão, Zimmerman se comprometeu a estar sempre localizado por GPS, não manter contato com a família da vítima, comunicar-se com as autoridades a cada três dias, não portar armas de fogo e não consumir remédios ou drogas, salvo por prescrição médica. Por enquanto, não se sabe onde o acusado residirá à espera do julgamento, e seu paradeiro deve permanecer em segredo, algo que o juiz considera essencial para preservar sua segurança. A próxima audiência para apresentar formalmente as acusações contra ele será no dia 29 de maio. (www.veja.com.br)

(Com agência EFE)

 
Médicos operam bebê que nasceu com seis pernas
Sex, 20 de Abril de 2012 15:51
Cirurgia para a retirada das quatro pernas excedentes teria corrido bem e foi feita num hospital no Paquistão


AFP

19 bebe seis pernas_AFP

Imagens da criança com os seis membros foram divulgadas pelo mundo



Foi operado na manhã desta quinta-feira (19), o bebê que nasceu com seis pernas na cidade de Sindh, no Paquistão.


De acordo com os médicos do Instituto Paquistanês de Saúde Infantil, em Karachi, a cirurgia para a retirada das pernas excedentes correu bem. Ela está internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital.


Na segunda-feira (16) foram divulgadas imagens da criança, portadora de uma rara condição genética, que chamaram a atenção do mundo. (www.hojeemdia.com.br)

 

* Com agências

 
Não há sobreviventes após queda de avião com 127 a bordo no Paquistão
Sex, 20 de Abril de 2012 15:08

Autoridades paquistanesas informaram nesta sexta-feira que não houve sobreviventes no acidente aéreo com o Boeing 737, que caiu em uma área rural do país próxima da capital, Islamabad.

A aeronave, com 127 pessoas a bordo, partiu de Karachi às 17h (9h em Brasília) com destino à capital, em um voo que duraria cerca de duas horas.

Fontes da Aviação Civil informaram que foi dada autorização para o avião pousar, mas que a torre de controle perdeu o contato com a aeronave minutos depois. A aeronave caiu em uma vila a 3 km da principal rodovia de Islamabad, e à pouca distância do aeroporto internacional.

Editoria de Arte/Folhapress

O mau tempo parece ser a causa mais provável do acidente. A capital era atingida por uma chuva intensa, com ventos fortes, no momento do acidente, às 18h40 (10h40 em Brasília).

Relatos de funcionários do governo paquistanês e de repórteres locais descrevem um cenário de destruição, com destroços espalhadas por uma grande área, danos nas linhas de transmissão e nas casas no local do acidente.

O ministro da Defesa Chaudhry Ahmed Mukhar, citando funcionários da avião civil presentes ao local da tragédia, havia dito ser "improvável" que houvesse sobreviventes.

RESGATE

A escuridão e a lama prejudicam o trabalho das equipes de resgate. Imagens da TV paquistanesa mostraram destroços do avião, como um pedaço do motor e um partes de uma das asas.


Aamir Qureshi/France Presse
Equipes e moradores no local onde avião caiu no Paquistão; 127 a bordo morreram
Equipes e moradores no local onde avião caiu no Paquistão; 127 a bordo morreram

Segundo a rádio paquistanesa, os destroços do avião se espalham por uma ampla região, e que danificaram as linhas de transmissão de energia.

A Bhoja Airline ainda não se pronunciou sobre o acidente. Todos os hospitais de Islamabad e da cidade vizinha de Rawalpindi foram mobilizados e colocados em alerta. (www.folha.com.br)

 
Recém-nascido com seis pernas luta por sobrevivência
Qua, 18 de Abril de 2012 15:14
Bebê com rara condição genética está internado em hospital do Paquistão


National Institute of Child Health/AFP

Bebê de seis pernas

Criança está internada em ala de um hospital em Karachi, no Paquistão



Imagem divulgada pelo Instituto Nacional de Saúde Infantil nesta segunda-feira (16) mostra um recém-nascido com seis pernas. A criança está internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), na ala de um hospital em Karachi, no Paquistão.

Médicos e especialistas lutam para salvar a vida do bebê, que sofre de uma rara condição genética. (www.hojeemdia.com.br)

 
Britânico admite ter arrancado olhos de parceira
Sex, 13 de Abril de 2012 13:52
Tina Nash perdeu a visão nos dois olhos e sofreu fraturas na agressão do marido, em abril do ano passado


LONDRES - Um homem de 33 anos admitiu ter arrancado os olhos de sua companheira em uma violenta agressão que há um ano a deixou cega e desfigurada. A declaração do acusado foi feita em uma audiência realizada nesta sexta-feira (13) em um tribunal de Corualles (sudoeste da Inglaterra).

Shane Jenkin declarou-se culpado de lesões corporais graves intencionais contra sua parceira, Tina Nash, mãe de dois filhos. Segundo fontes judiciais, a setença deve sair no dia 11 de maio. Nash, que agora tem 32 anos, perdeu a visão nos dois olhos, o que, segundo o inspetor de polícia Chris Strickland, foi um "ataque premeditado, prolongado e selvagem contra uma mulher indefesa".

Após o ataque, ocorrido em sua casa em abril de 2011, que também deixou fraturas no nariz e na mandíbula, o homem a manteve detida por 12 horas para que não pudesse buscar ajuda. "Jogava a culpa em mim, dizendo 'É tudo culpa sua. Eu vou pegar anos (de prisão) por isso'. Não tentou me ajudar (...) não posso perdoá-lo por isso", disse Nash em uma entrevista à rede BBC.

A mulher disse que não era a primeira vez que seu companheiro a agredia, mas que pensava que podia fazê-lo mudar seu comportamento. "Poderia ter sido qualquer outra coisa, mas não poder voltar a ver o rosto de meus filhos, acredito que é um pouco duro. Desta vez foi muito longe", acrescentou.

Após sofrer a agressão, a vítima declarou à polícia que os dois beberam e tiveram uma discussão, antes que ela decidisse ir para a cama. Foi neste local que ele a atacou. "Acreditamos que Jenkin estrangulou deliberadamente Tina até deixá-la inconsciente para poder realizar estes terríveis ferimentos", declarou o inspetor Strickland. (www.hojeemdia.com.br)

 

 

 
Alemão exausto chama a polícia após mulher exigir mais sexo
Sex, 13 de Abril de 2012 13:41

Um alemão de 43 anos chamou a polícia depois de sua parceira trancá-lo no quarto e exigir mais sexo.

O caso ocorreu em Munique, ganhou destaque nos jornais locais e chamou a atenção da imprensa internacional.

De acordo com a polícia da cidade, o homem se refugiou no balcão do apartamento e pediu ajuda por telefone.

O casal teria se conhecido em um bar e concordado em fazer sexo casual na casa da mulher, de 47 anos.

Segundo a revista Stern, o homem contou à polícia ter feito sexo com a mulher várias vezes.

Já satisfeito, porém, ele se viu impedido de deixar o quarto, trancado pela parceira, que queria mais sexo, segundo informou a agência de notícias DPA.

A mulher poderá ser processada por coação e cárcere privado. (www.folha.com.br)

 
« InícioAnterior12345678910PróximoFim »

Página 7 de 23
Bom Dia,

Leia o Jornal Online

edicao-070

Edições Anteriores

Publicidade

 tec-enf

finance

blogmarinato

bar-puca

Previsão do Tempo

Todos os Direiros reservados
Desenvolvido por