Enquete

Qual é a sua opinião, com relação ao trabalho da imprensa escrita de Leopoldina?
 

Visitantes

mod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_counter
mod_vvisit_counterHoje1499
mod_vvisit_counterOntem1334
mod_vvisit_counterEsta Semana4937
mod_vvisit_counterSemana Passada9061
mod_vvisit_counterEste Mês29536
mod_vvisit_counterMês Passado9571
mod_vvisit_counterTodos os Dias3066273

We have: guests online
Hoje: 22 Nov, 2017

300x250_Site_Progresso

Início Noticias do Brasil Manifestação Organizadores comemoram protestos contra as reformas, apesar da chuva.
Manifestação Organizadores comemoram protestos contra as reformas, apesar da chuva. PDF Imprimir E-mail
Sex, 28 de Abril de 2017 21:02

Em Belo Horizonte o metrô parou completamente e os ônibus circularam parcialmente; todas as escolas e universidades públicas aderiram à paralisação.

 Alex de Jesus

Apesar da adesão à manifestação ter sido atrapalhada pela chuva e não ter alcançado o número esperado, eles acreditam que o grande número de paralisações será suficiente para pressionar o congresso. A Polícia Militar não divulgou estimativas do público.

argaiv1432

Segundo a presidente do Central Única de Trabalhadores (CUT) em Minas,  Beatriz Cerqueira, essa foi a maior mobilização dos trabalhadores de Minas Gerais das últimas décadas.

"A adesão desse movimento está bem maior que os outros. Acho que a população entendeu os riscos que está correndo com essa reforma e a participação foi bem além das pessoas que estão habitualmente envolvidas nas lutas trabalhistas. Essa é o maior movimento grevista que já presenciei. Temos todas escolas públicas paradas,a maioria das particulares, centros de saúde, além de metrô e ônibus parados em um mesmo dia. Isso certamente é inédito", afirmou.

Em Belo Horizonte o metrô parou completamente e os ônibus circularam parcialmente. Todas as escolas e universidades públicas aderiram à paralisação e mais de 80% das escolas particulares também não funcionaram hoje. Praticamente todas as agências bancárias do centro da capital estavam fechadas nesta sexta-feira (28), tanto de bancos públicos quanto privados. Várias lojas no centro da capital também não abriram, porém a maioria do comércio da região estava de portas abertas.

Foi caso da papelaria onde trabalha o vendedor Heindrik Duarte, 20. Ele diz que concorda com a manifestação, mas destaca que o protesto prejudicou as vendas.

"As pessoas têm que reivindicar os seus direitos e a passeata é válida. Mas hoje não estamos vendo quase nada. O movimento está praticamente parado", afirmou.

Além do protesto em Belo Horizonte, foram realizados 60 atos em todo o Estado. Várias rodovias foram fechadas durante a manhã, como BR-040, na saída para o Rio de Janeiro, o Anel Rodoviário e a MG-010, que dá acesso ao aeroporto internacional de Belo Horizonte, em Confins.

(Fonte: www.otempo.com.br)

 

Comentar

O Jornal O Progresso não se responsabiliza pelas informações ou citações feitas nos comentários que não sejam de sua autoria.


Código de segurança
Atualizar

Boa Noite,

Leia o Jornal Online

edicao-070

Edições Anteriores

Publicidade

 tec-enf

finance

blogmarinato

bar-puca

Previsão do Tempo

Todos os Direiros reservados
Desenvolvido por