Enquete

Qual é a sua opinião, com relação ao trabalho da imprensa escrita de Leopoldina?
 

Visitantes

mod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_counter
mod_vvisit_counterHoje431
mod_vvisit_counterOntem1911
mod_vvisit_counterEsta Semana7585
mod_vvisit_counterSemana Passada9061
mod_vvisit_counterEste Mês32184
mod_vvisit_counterMês Passado9571
mod_vvisit_counterTodos os Dias3068921

We have: guests online
Hoje: 24 Nov, 2017

300x250_Site_Progresso

Início Noticias do Estado
Noticias do Estado
Belo Horizonte Mulher é suspeita de matar marido a facadas na BR-262 PDF Imprimir E-mail
Postado por Marcos Marinato   
Qui, 01 de Dezembro de 2016 19:29

Suspeita já teria tentado matar o homem em data anterior; segundo irmã do morto, os dois brigavam muito.

PUBLICADO EM 01/12/16 - 12h08

Uma mulher é suspeita de ter matado o marido a facadas, na manhã desta quinta-feira (1º), na BR-262, em Belo Horizonte. A vítima foi encontrada perto de um barracão, na região Noroeste da capital.

argaiv1432

Uma testemunha contou à Polícia Militar (PM), que Elton de Oliveira, 46, a companheira dele e um outro homem, dono do barracão, consumiam bebidas alcoólicas juntos e, em um dado momento, começaram a discutir. Ele ainda relatou que viu a mulher com uma faca na mão.

Uma irmã de Oliveira foi ao local e afirmou que o irmão e a mulher moravam juntos na garagem de uma casa da família e que brigavam constantemente. Além disso, afirmou que a mulher já teria tentado matar o irmão dela a facadas, em data anterior.

A PM ainda não informou se a mulher e o homem que estava no barracão foram detidos. (Fonte: www.otempo.com.br)

 
NA ZONA DA MATA Quadrilha com ligação com o Comando Vermelho é presa em Juiz de Fora PDF Imprimir E-mail
Postado por Marcos Marinato   
Qui, 01 de Dezembro de 2016 19:11

Investigados por envolvimento com o tráfico de drogas, os cinco homens foram detidos por porte ilegal de arma de fogo.

Divulgação / Polícia Civil
Quadrilha do Rio de Janeiro presa em Juiz de Fora
PUBLICADO EM 01/12/16 - 15h30

Uma quadrilha do Rio de Janeiro, com ligação com o Comando Vermelho, foi presa nessa quarta-feira (30) em Juiz de Fora, na Zona da Mata, durante operação da Polícia Civil. Investigados por envolvimento com o tráfico de drogas, os cinco homens foram presos por porte ilegal de arma de fogo.

"Em depoimento, eles utilizaram o direito de permanecerem calados. Mas, em conversas extraoficiais com os investigadores da polícia, eles falaram dessa ligação com a organização criminosa do Rio de Janeiro", explicou o delegado da Polícia Civil, Rafael Gomes de Oliveira.

Após a prisão, os envolvidos foram encaminhados para o Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresp) de Juiz de Fora. Agora, a polícia trabalha para tentar identificar outros envolvidos no esquema e como era a distribuição de entorpecentes em Minas Gerais.

Operação

Iniciada há cerca de um mês, as investigações coordenadas por Oliveira tiveram início após uma denúncia anônima. "Recebemos informações de que esse grupo estaria trazendo drogas do Rio de Janeiro para Juiz de Fora. Investigamos durante esses 30 dias e, quando desencadeamos a operação, não encontramos a droga, mas localizamos uma grande quantidade de armas", explicou o delegado.

As cinco armas, sendo uma espingarda calibre 12, um revólver .357, um revólver .38, uma pistola 9mm, e uma pistola .40, estavam enterradas no quintal de uma casa alugada pelo grupo no bairro Dias Tavares, em Juiz de Fora. A Polícia Civil acredita que os suspeitos estavam no local desde o início do ano.

Na casa, foram apreendidos também grande quantidade de munição, duas toucas ninjas, vários pregos, maçaricos e um carro clonado. "Acreditamos que eles estivessem se preparando para realizar alguma ação criminosa na cidade, uma vez que eles já foram presos anteriormente por assalto a banco", revelou o delegado. (Fonte: www.otempo.com.br)

FOTO: Polícia Civil / Divulgação

 

 
Capacita Suas chega a mais de 80 municípios do Território Mata PDF Imprimir E-mail
Postado por Marcos Marinato   
Qua, 23 de Novembro de 2016 12:54

Participantes destacam os temas propostos e a descentralização do programa.


A coordenadora do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) do município de Matias Barbosa, Luana Diniz Rabelo, viajou apenas 30 quilômetros para participar do Capacita Suas em Juiz de Fora, no Território Mata. Se os cursos fossem realizados em Belo Horizonte, como era antes, Luana gastaria cerca de cinco horas de viagem. Na avaliação dos participantes, a  descentralização e a proximidade com os municípios são os principais pontos positivos do programa.

Outro destaque apontado pelos trabalhadores da Assistência Social, público alvo do programa, é o conteúdo. “Gostei muito dos temas, espero esclarecer minhas dúvidas sobre as dificuldades encontradas, principalmente na questão dos recursos, como a gente pode gastar. Na proteção básica o conteúdo vai abordar temas importantes e específicos da minha área de atuação”, avalia a coordenadora.

Neste ano, os cursos oferecidos pelo Capacita Suas, coordenado em Minas Gerais pela Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (Sedese), são “Gestão Orçamentária e Financeira do Suas” e “Atualização sobre Especificidades e Interfaces da Proteção Social Básica do Suas”.  Em Juiz de Fora as aulas acontecem de 21 a 25 de novembro. Novas turmas também foram abertas nesta semana em Montes Claros e Ituiutaba.

A expectativa de Talita Gomes de Oliveira, coordenadora do Cras no município de Oliveira Fortes, a 80 quilômetros de Juiz de Fora, também é positiva quanto aos conteúdos. “São temas muito bem escolhidos, coisas que a gente tem dificuldade como aplicação do orçamento, recursos, Paif, serviços de convivência e a questão do atendimento no Cras”, elogia.

Abertura

A superintendente de Política de Trabalho e Emprego da Sedese, Léa Braga, falou sobre a importância da participação e das parcerias na execução dos cursos. “O Capacita Suas é um compromisso do Governo do Estado junto aos municípios mineiros. A gente sabe que não é fácil congelar as questões do trabalho e da vida pessoal para ficar aqui tão imerso ao debate e a esse momento muito importante, mas vocês fizeram muito bem, pois é um momento de discutir a Proteção Social Básica e a gestão, e em breve estaremos com nova rodada de cursos nesta mesma perspectiva, aproveitem”, ressaltou a superintendente, durante a abertura dos trabalhos em Juiz de Fora.

Carolina Moraes, diretora Regional da Sedese Juiz de Fora, apresentou a equipe da regional e reforçou a estratégia descentralizada do programa. “É muito difícil a gente conseguir manter a esperança e foco pelas circunstâncias que temos enfrentado, mas a expectativa é que o Capacita Suas seja muito rico em troca de experiências. Não é só um curso de capacitação, existe uma dedicação em retomar a aproximação com os municípios. É também uma forma da Sedese ocupar melhor esses espaços junto aos municípios”, ressaltou. A regional de Juiz de Fora possui o maior número de municípios abrangidos pelas unidades da Sedese no estado, 88.

A mesa de abertura contou ainda com a participação do professor Marcos Assis, da Fundação João Pinheiro (FJP), parceira da Sedese e da Associação Mineira dos Municípios (AMM) no Capacita Sua e da representante do Instituto Federal Sul de Minas Gerais, Tatiany Dias, representando o coordenador Geral da instituição, Luiz Carlos. O IF é responsável pela qualificação dos trabalhadores da Assistência Social nos 21 polos do programa, implantados no estado.  

Aula inaugural

A superintendente da Sedese, Léa Braga, ministrou a aula inaugural dos cursos em Juiz de Fora, quando apresentou os desafios do Sistema Único de Assistência Social (Suas) e propôs algumas reflexões, entre elas: como garantir a permanência dos direitos conquistas frente ao avanço do conservadorismo e a ameaça de pouco profissionalismo na gestão do Suas. “A lógica do voluntariado em substituição à gestão qualificada”, enfatizou.

Outros desafios apontados foram os riscos ao Benefício de Prestação Continuada (BPC) e ao Programa Bolsa Família (PBF), e os impactos no orçamento da Assistência Social que podem ser provocados com o ajuste fiscal proposto na PEC 241/55. “A PEC está na contramão da continuidade do enfrentamento dos níveis de desigualdade social. Além disso, temos decisões que não foram pactuadas pela CIT e deliberadas pelo CNAS, o que fere diretrizes do Suas, tais como a gestão compartilhada e democrática”, ponderou.

“Mais Suas e nenhum direito a menos e nenhuma proteção a menos”, assim terminou a carta lida pela conselheira do Conselho Estadual de Assistência Social (Ceas), Dayana Assis. O documento enfatiza as conquistas do Suas e demonstra preocupação com os impactos das medidas propostas pela PEC 55. “Usuários, trabalhadores, gestores e conselheiros, temos todos juntos o compromisso de defender nossos direitos”, declarou.  Atualmente, Minas Gerais possui mais de 62 mil trabalhadores no Suas.

Em Juiz de Fora foram formadas duas turmas de 44 alunos cada, nos dois cursos. Outras duas turmas de cada curso estão previstas para começar no dia 28 de novembro. Os cursos são presenciais, com carga horária de 40 horas/aulas e cinco dias de duração e é dedicado aos trabalhadores e gestores do Suas e conselheiros da Assistência Social.

Participação

A secretária de Assistência Social de Urucânia, Marilda Ventura, participa do Capacita Suas e trouxe a auxiliar administrativa, Adriana Aparecida, para fazer o curso de “Gestão Orçamentária e Financeira do Suas”.  Adriana atua na Assistência Social há 11 anos, trabalhou com o CadÚnico e Bolsa Família, mas gosta de trabalhar mesmo é com a área financeira. “A secretária considera importante minha participação neste curso que aborda a e gestão orçamentária”, conta.

Com mais de 30 anos de serviço público, a secretária reafirma a importância da participação nos cursos. “É interessante a oferta dessas capacitações. Oportunizar é um dever e é dever nosso participar”, ressalta. 

Capacita Suas

Somente nesta primeira fase do programa, o investimento é de mais de R$ 4 milhões, entre recursos federal e estadual. O Capacita Suas funciona em todo o território brasileiro com conteúdos nacionais, e em Minas Gerais foi ajustado à realidade dos municípios e do estado. A questão da gestão financeira, por exemplo, é um conteúdo nacional adaptado às especificardes mineiras.

Já o tema da Proteção Social Básica se justifica pelo caráter preventivo. Os dois cursos configuram duas prioridades do governo estadual: melhorar a gestão financeira e ter ações que façam a prevenção na Assistência Social em Minas Gerais.

 
Diaristas recebem qualificação e encaminhamento do Governo do Estado. PDF Imprimir E-mail
Postado por Marcos Marinato   
Qua, 23 de Novembro de 2016 12:29

Serviço oferecido pela Sedese intermedeia mão de obra para profissionais, que passam por curso de aperfeiçoamento. Central de Prestação de Serviços concentra oportunidades de trabalho na área.


As profissionais diaristas em Belo Horizonte e Região Metropolitana contam com o auxílio da Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (Sedese), por meio da Central de Prestação de Serviços (CPS), para acessar o mercado de trabalho e se profissionalizar.

O serviço, ainda desconhecido por muitas profissionais e pelos contratantes, oferece qualificação e intermediação de mão de obra gratuita às diaristas. E, para ter acesso ao serviço, basta que o interessado faça um telefonema e um pequeno cadastro.

“A Central de Prestação de Serviços existe para ajudar os profissionais autônomos a encontrar trabalho, facilitando também o acesso das pessoas que precisam destes serviços, que contam com mais segurança ao contratar um serviço validado pelo Governo”, explica o diretor de Formação Profissional da Sedese, Henrique Pacheco.

“Começamos oferecendo o serviço para as diaristas, mas a ideia é ampliar a quantidade de segmentos autônomos cadastrados na CPS no próximo ano”, antecipa Pacheco.

A Central integra as atividades da Unidade de Atendimento ao Trabalhador (UAT) da Gameleira. Hoje, são cerca de 160 diaristas cadastradas e mais de 800 solicitantes. “Apesar da retração do mercado de trabalho e das restrições que a nova legislação trouxe, o segmento permanece absorvendo mão de obra”, reforça o diretor da Sedese.

Para participar do cadastro, as profissionais devem passar pelo Curso de Competências Profissionais para Diaristas, promovido pela Diretoria de Formação Profissional e executado pelo Núcleo Empreendedor da UAT.

Na última semana, nos dias 9 a 11 de novembro, mais uma turma de 30 diaristas foi formada no curso, que tem duração de três dias.

O conteúdo da capacitação tratou, além da contribuição previdenciária e de empreendedorismo, de deveres e direitos do solicitante e da diarista, das atribuições de cada função, relação interpessoal, marketing pessoal, acidentes de trabalho, entre outros temas. Ao final, as profissionais são certificadas e cadastradas na CPS.

“Foi uma experiência única. Muitas vezes nos sentimos diminuídas por conta da profissão, mas o curso fez com que me sentisse valorizada. Tenho capacidade de crescer e inclusive me profissionalizar. Fiquei com muita vontade de virar microempreendedora individual (MEI)”. Grécia Pereira de Mouro, 34 anos, há oito como diarista, e que pela primeira vez participou de um curso de aperfeiçoamento.

“Queremos empoderar estes profissionais autônomos. Para isso, um dos focos do curso é a formação da cartela de clientes. Também incentivamos que elas conheçam e façam seus registros como Microempreendedor Individual (MEI) para aumentar sua renda”, destaca Pacheco.

Segurança na prestação de serviço

A coordenadora do Núcleo Empreendedor da Unidade de Atendimento ao Trabalhador (UAT), Ana Paula Ferreira, destaca que uma vantagem de contratar o serviço pela CPS é a segurança. “O treinamento confere às diaristas conhecimento dos seus deveres e direitos e também é importante para melhorar o atendimento aos contratantes”, reforça.

Todas as 167 profissionais cadastradas passaram pelo curso, que é pré-requisito para participar da CPS. Além disso, ao se cadastrar, a diarista precisa deixar na Unidade uma cópia do RG, CPF, atestado de bons antecedentes, referência de dois trabalhos anteriores e um atestado médico que comprove que ela está apta a trabalhar.

“Para o solicitante, a vantagem é a segurança de estar contratando uma pessoa qualificada. Para a profissional, além da intermediação da mão de obra, há o benefício do acesso a orientações técnicas, profissionais e éticas, e encaminhamento a cursos gratuitos de capacitação”, conclui Ana Paula.

A diarista Grécia de Moura está animada com a inclusão no cadastro. “Hoje tenho duas clientes fixas. Minha expectativa, agora, é formar minha cartela de clientes e ter todos os dias da semana preenchidos”, diz.

Contratação do serviço

Para participar, a diarista precisa fazer um pré-cadastro na UAT, preferencialmente por telefone (3271-5566), ou pessoalmente, na Unidade de Atendimento ao Trabalhador – UAT (Rua Engenheiro Felipe Caldas, 510, Gameleira), das 8h às 17h. Quando há abertura de novas turmas do Curso de Competências Profissionais para Diaristas, as profissionais são chamadas.

Para solicitar o serviço de uma diarista, basta entrar em contato pelo mesmo telefone, fazer um cadastro com a Central de Prestação de Serviços e discriminar o serviço desejado. No caso de contratação para sábados e feriados, o contato deve ser feito com dois dias de antecedência.

O valor cobrado pelo primeiro encaminhamento é de R$ 100, mais o valor do transporte, por oito horas de trabalho. “As diaristas, porém, podem negociar os valores do serviço para futuros atendimentos diretamente com o solicitante”, explica a coordenadora do Núcleo Empreendedor da Unidade de Atendimento ao Trabalhador (UAT), Ana Paula Ferreira.

UAT/Gameleira

A unidade foi criada em 30 de junho de 2014 para aperfeiçoar e ampliar os serviços do Sine. Além da intermediação de mão de obra, atendimento de seguro desemprego, emissão de carteira de trabalho, o espaço encaminha interessados aos cursos de qualificação do Pronatec. O diferencial da unidade é o Núcleo de Empreendedorismo, onde as pessoas que querem montar o próprio negócio têm assessoria especial, via parceria com o Sebrae.

 

 
Sebrae Minas realiza capacitações para os setores da moda e beleza em Muriaé. PDF Imprimir E-mail
Postado por Marcos Marinato   
Qua, 23 de Novembro de 2016 12:19

Atividades ocorrem nos dias 25 e 28 de novembro e têm o objetivo de fortalecer a economia local

 

No final de novembro, o Sebrae Minas promove, em Muriaé, ações voltadas para os segmentos de moda e beleza. No dia 25, acontece o 1º Fórum da Moda de Muriaé e Região e, no dia 28, o Seminário da Beleza.

 

 

1º Fórum da Moda de Muriaé e Região

 

O Fórum acontece no dia 25 de novembro, de 19h às 22h, no auditório do CD Moda. A inscrição gratuita deve ser feita até o dia 24 de novembro no ponto de atendimento do Sebrae Minas, em Muriaé, ou pelo telefone (32) 3721-9722.

 

O evento é uma parceria entre o Sebrae Minas e o Polo da Moda de Muriaé, o Centro de Desenvolvimento Econômico (Condesc), a Secretaria Municipal de Desenvolvimento de Muriaé, os Correios, a Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), o Senai/Fiemg, o Sindicato das Indústrias do Vestuário no Estado de Minas Gerais (Sindivest-MG) e o Sindicato Intermunicipal das Indústrias do Vestuário (Sindimoda).

 

O objetivo do fórum é reunir os empresários do setor e consolidar a cidade como polo da indústria da confecção. Muriaé é considerada cidade destaque de uma região tradicional na produção de peças do vestuário. Segundo dados do Portal do Empreendedor, são quase 240 microempreendedores individuais formalizados no setor de confecção na cidade.

 

O segmento é responsável por gerar emprego e renda para milhares de pessoas envolvidas na produção e na comercialização dos artigos do vestuário. Para o analista do Sebrae Minas em Muriaé, Galvão Emerick, “o fórum vai valorizar e dar visibilidade ao setor, proporcionando, também, a disseminação de conhecimentos e a união das empresas do setor na região”.

 

PROGRAMAÇÃO

19h às 19h30: Abertura oficial do evento

19h30 às 21h: Palestra Experiência de compra e relacionamento (Robson Fontenelle)

21h às 22h: Palestra Marketing e encomendas (Cláudia Gomes e Fernando Batros)

 

 

Seminário da Beleza

 

O seminário ocorre no dia 28 de novembro, das 15h às 22h, no auditório do Hotel Golden JK. A inscrição deve ser feita pelos telefones 0800 570 0800 ou (32) 3721-9722. A ação é voltada para micro e pequenas empresas (MPE) e microempreendedores individuais (MEIs) do seguimento da beleza e seus colaboradores. O objetivo é proporcionar capacitação técnica e gerencial aos participantes, visando à melhoria do desenvolvimento do mercado da beleza. O seminário é uma realização do Sebrae Minas e tem apoio da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) e das empresas Hotel Golden JK, Nádia Festas, Néctar do Brasil, Revele Photo e Shopping dos Pães.

 

De acordo com levantamento do Sebrae Minas, divulgado em agosto deste ano, as atividades de estética e outros serviços ligados à beleza têm crescido significativamente. Em Minas Gerais, são mais de 60 mil microempreendedores individuais formalizados no setor. Segundo dados do Portal do Empreendedor, Muriaé tem cerca de 400 MEIs registrados nos setores de atividades de estética e outros serviços de cuidados com a beleza e cabeleireiros, manicure e pedicure.

 

Para o analista do Sebrae Minas, Galvão Emerick, os principais fatores de sucesso para o aquecimento desse mercado são a presença crescente da mulher, a utilização de tecnologia de ponta e o consequente aumento da produtividade, a redução dos preços praticados, os lançamentos de novos produtos voltados às demandas dos consumidores e o aumento da expectativa de vida, o que traz a necessidade de conservar uma impressão de juventude. “Essa realidade tem sido experimentada tanto nos grandes centros, quanto nas cidades menores, assim como Muriaé. O número de salões de beleza tem aumentado significativamente de um ano para o outro e é fundamental capacitar esse público quanto às melhores práticas de gestão e ao atendimento dos clientes. Assim, é possível tornar a atividade produtiva, rentável e sustentável”.

 

PROGRAMAÇÃO

15h30 às 16h: Abertura oficial do evento

16h às 17h: Palestra Mídias sociais - potencialize seu negócio

17h às 18h: Tendências globais inovadoras no processo de descoloração capilar

18h às 20h: Workshop Dez passos para a gestão eficiente de negócios de beleza

20h às 20h30: Coffee break

20h30 às 22h: Continuação do workshop Dez passos para a gestão eficiente de negócios de beleza

 

 

SERVIÇO

1º Fórum da Moda de Muriaé e Região

Data: 25 de novembro de 2016

Horário: 19h às 22h

Local: Auditório do CD Moda (Rua Sinval Florêncio da Silva, 2, Centro)

Informações e inscrições: Sebrae Minas, em Muriaé (Rua Silveira Brum, 86 , Centro) - (32) 3721-9722 / CD Moda (Rua Sinval Florêncio da Silva, 2, Centro)

 

Seminário da Beleza

Data: 28 de novembro de 2016

Horário: 18h às 22h

Local: Auditório do Hotel Golden JK (Av. Juscelino Kubitscheck, 311, Centro) Informações e inscrições: 0800 570 0800 ou (32) 3721-9722

Investimento: R$ 50

 
Primeiro Plano exibe filme gratuito na Praça CEU de Benfica em Juiz de Fora. PDF Imprimir E-mail
Postado por Marcos Marinato   
Qua, 23 de Novembro de 2016 11:51
Primeiro Plano - Festival de Cinema de Juiz de Fora e Mercocidades começa na próxima segunda-feira, dia 28, mas nessa semana já tem programação de filme em Benfica. A sala do Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU) recebe o longa-metragem "O que queremos para o mundo?", de Igor Amim. A exibição acontece nesta sexta, dia 25, às 19h. A entrada é gratuita. A sessão faz parte do "Cinema na Praça – Edição Especial Primeiro Plano Festival de Cinema", promovido pela TV Integração, em parceria com o Primeiro Plano.

Antes de tudo, o filme "O que queremos para o mundo?" é um projeto educativo mineiro, com objetivo de sensibilizar as crianças e jovens em busca de um mundo melhor. O filme é um dos braços do projeto. A narrativa conta a história de quatro amigas que, motivadas por um trabalho da aula de Música, formam uma banda para tocar canções inspiradoras que revelam o mundo com o qual elas sonham, em uma apresentação de fim de ano da escola. Bela, Lua, Luz e Sol irão emocionar a todos com lindas melodias, muita imaginação e criatividade.

Com abordagem leve e universal, o filme traz importantes reflexões sobre os sonhos das crianças para o mundo que elas mesmas já começam a construir. E, a partir de uma perspectiva positiva em relação ao futuro, ainda mostra como as gerações recém-chegadas ao planeta já enxergam a vida de uma outra maneira, atribuem valores e significados muito diferentes das gerações atuais em relação a diversos temas e assumem para si o papel de conscientizadoras tanto das crianças mais novas, como dos adultos.


O QUE QUEREMOS PARA O MUNDO?
Direção
Igor Amin
Ficção, 70min, 2016, MG

Luzia é uma menina tímida, dona de um mundo interno cheio de fantasia e imaginação. Quando o seu professor de música pede para a turma criar uma apresentação em grupo, Luz se vê desafiada a transmitir toda a sua criatividade e tirar suas ideias do papel. Com a ajuda das amigas Bela, Lua e Sol, o trabalho escolar se transforma em uma experiência única.

 

Elenco Olívia Blanc, Milena Megrè, Sofia Sgarbi, Helena Trojahn, Silvia Füller, Sérgio Leoni e Cecília Valentim.

Produção executiva Igor Amin e Vinícius Cabral
Roteiro Vinícius Cabral
Fotografia Malu Teodoro
Montagem Emília Aidar
Som Daniel Nunes

Direção de Produção Rebeca de Paula
Direção de Arte Luiza Bastos e Débora Tavares 
Cenografia Luiza Bastos e Débora Tavares 
Figurino Matheus Brisola
Animação Lucas Souza
Trilha Sonora Polifonia Amor - Banda da Cada da Árvore e Pequeno Cidadão
Música Original Polifonia Amor - Banda da Cada da Árvore e Pequeno Cidadão
Produtora Cocriativa 

Igor Amin

Igor Amin é Artista Multimídia, Educador Audiovisual e Empreendedor Social. Seus trabalhos artísticos são focados em Cinema, Educação e Transmídia. Ao longo de dez anos, dirigiu mais de trinta vídeos de micro-duração exibidos em festivais nacionais e internacionais de cinema como no Centre George Pompidou, durante o Pocket Films em Paris, França. Idealizou o projeto transmídia “O que queremos para o mundo?, que realizou oficinas, exposição multimídia e um programa televisivo ouvindo mais de 4.000 crianças. O longa-metragem do projeto foi premiado com menção honrosa do Júri no festival Noida International Film Festival, Greater Noida-Índia. CEO da Cocriativa Conteúdos Audiovisuais, viabiliza estudos e negócios em Audiovisual e Economia Criativa.


Classificação indicativa Livre

 
« InícioAnterior12345678910PróximoFim »

Página 5 de 95
Bom Dia,

Leia o Jornal Online

edicao-070

Edições Anteriores

Publicidade

 tec-enf

finance

blogmarinato

bar-puca

Previsão do Tempo

Todos os Direiros reservados
Desenvolvido por