Enquete

Qual é a sua opinião, com relação ao trabalho da imprensa escrita de Leopoldina?
 

Visitantes

mod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_counter
mod_vvisit_counterHoje1458
mod_vvisit_counterOntem1334
mod_vvisit_counterEsta Semana4896
mod_vvisit_counterSemana Passada9061
mod_vvisit_counterEste Mês29495
mod_vvisit_counterMês Passado9571
mod_vvisit_counterTodos os Dias3066232

We have: guests online
Hoje: 22 Nov, 2017

300x250_Site_Progresso

Início Esportes
Esportes
Flu prova eficiência, goleia Volta Redonda e decide Taça Rio contra Botafogo PDF Imprimir E-mail
Dom, 28 de Abril de 2013 19:20

O Fluminense não deu chance ao azar, provou sua eficiência desde a última temporada e goleou o Volta Redonda por 4 a 1, neste domingo, no estádio Raulino de Oliveira, pela semifinal da Taça Rio. Rafael Sóbis (2), Wellington Nem e Thiago Neves marcaram os gols que levaram o Tricolor das Laranjeiras à final do segundo turno do Campeonato Carioca. Zé Augusto descontou para os donos da casa. A equipe do técnico Abel Braga enfrenta o Botafogo e precisa vencer para conquistar o título e disputar a finalíssima da competição contra o próprio Alvinegro. Por sua vez, o time do holandês Seedorf triunfou na Taça Guanabara e pode até empatar para sagrar-se campeão estadual de forma antecipada.

argaiv1432

O jogo começou acelerado e com os dois times partindo para o ataque. O Fluminense era mais ousado, enquanto o Volta Redonda explorava os erros dos comandados de Abel Braga. Rafael Sóbis abriu o placar para o Tricolor das Laranjeiras logo aos 11min. Ele recebeu passe de Jean, tirou André Alves e bateu cruzado.

Ampliar

Estaduais neste domingo28 fotos

9 / 28
Jogadores do Fluminense comemoram após Wellington Nem (esq) marcar o segundo do Fluminense contra o Volta Redonda, pela semifinal do Campeonato Carioca Rossana Fraga/Photocamera

Logo na sequência, o Fluminense teve a oportunidade de ampliar e viu Wellington Nem desperdiçar a chance. O Volta Redonda não perdoou e empatou aos 13min. Edinho falhou e deixou Zé Augusto livre para chutar e superar Diego Cavalieri. O Tricolor não sentiu o gol e chegou próximo de marcar o segundo tento. Aos 18min, Rafael Sóbis dominou e soltou a bomba de canhota. A bola explodiu no travessão.

Apesar de partir para o ataque de forma constante, o Volta Redonda era menos eficiente do que o Fluminense. Aos 30min, o Tricolor fez o segundo gol após roubada de bola de Carlinhos. O lateral se antecipou, invadiu a área e rolou na medida para Wellington Nem. Ele tocou sem chances para o goleiro Gatti.

O mesmo Carlinhos chegou perto de balançar as redes. Aos 39min, ele cabeceou no travessão a falta cobrada pelo meia Wagner. O Fluminense continuou pressionando e provando sua superioridade. Rhayner também acertou cabeçada na trave após cruzamento de Carlinhos, mas o primeiro tempo terminou sem vantagem maior a favor do time das Laranjeiras.

O terceiro gol não tardou a sair. Logo no início da segunda etapa, o Fluminense voltou a utilizar as jogadas em velocidade pelos lados do campo. Aos 6min, Rhayner cruzou para Wellington Nem e Gatti cortou parcialmente. Rafael Sóbis pegou o rebote e estufou as redes.

Com o Volta Redonda “nocauteado”, o predomínio tricolor continuou. Rhayner e Wellington Nem tiveram chances, porém, falharam nas conclusões. Ainda deu tempo para Thiago Neves deixar a sua marca após retorno de lesão. Aos 33min, ele recebeu passe de Wagner na entrada da área, dominou e tocou por cobertura no ângulo esquerdo de Gatti. Um golaço e números finais no placar da Cidade do Aço. (www.uol.com.br)

 
Anderson Silva derrota americano por nocaute no primeiro assalto PDF Imprimir E-mail
Dom, 14 de Outubro de 2012 09:36

O campeão dos médios do UFC, Anderson Silva, 37, acumulou sua terceira vitória sobre um adversário na divisão dos meio-pesados na promoção ao bater o americano Stephan "Psicopata Americano" Bonnar, por nocaute logo no primeiro assalto, na luta de fundo do UFC Rio 3.

"Galera, obrigado por todos vocês estarem aqui", festejou, para um HSBC Arena que estava lotado. "Consciência, paz ao voltar para casa, certo?"

Por se tratar de uma luta acima do limite dos médios, que é de 84 quilos, o cinturão do brasileiro não estava em jogo.

O brasileiro, que contou com cerca de 35 dias para se preparar, foi pressionado contra as grades logo no início do combate pelo adversário.

Marcelo Sayão/Efe
Anderson Silva (à dir.) golpeia o americano Stephan 'Psicopata Americano' Bonnar
Anderson Silva (à dir.) golpeia o americano Stephan 'Psicopata Americano' Bonnar

Porém Anderson mostrou-se muito tranquilo, dando um show de esquivas e até provocando o rival, ao fingir que limpava o suor do rosto, ou caminhava pelo ringue.

Sua vitória foi decretada quando o árbitro resolveu poupar o americano de um forte castigo com socos que vinha recebendo de Anderson após cair no chão como resultado de uma joelhada.

Anderson interrompeu uma sequência de três vitórias de Bonnar.

O UFC ainda não definiu quem será o próximo desafiante do brasileiro, mas dirigentes da promotora de lutas de MMA, artes marciais mistas, querem que retorne ao actógono no início do ano que vem. Anderson confirmou que retorna à categoria de peso original. (www.folha.com.br)

 
Piloto morre um ano após sofrer grave acidente em Interlagos PDF Imprimir E-mail
Qua, 18 de Julho de 2012 14:40

Um ano após sofrer grave acidente durante os treinos para a etapa de abertura da Moto 1000, no autódromo de Interlagos, o piloto Renan Alves, 32, morreu na última sexta-feira, em Araraquara (a 273 km de São Paulo), depois de sofrer duas paradas cardíacas no hospital onde estava internado.

"Ele foi levado para o hospital na quinta-feira para realizar exames já que estava com estomatite. No entanto, ele sofreu uma parada cardiorrespiratória no final da tarde. No período da noite, o Renan sofreu outra parada e não resistiu", contou a mãe de Renan, Eunice do Carmo Zacharias.

Bruna Donini/Divulgação
O piloto Renan Alves, em imagem de arquivo
O piloto Renan Alves, em imagem de arquivo

Renan sofreu o acidente em 10 de julho do ano passado. Na oportunidade, o piloto bateu contra a proteção de pneus no "S do Senna". Logo após o acidente, Alves foi atendido ainda na pista pela equipe médica e encaminhado ao hospital Grajaú. Ele esteve inconsciente durante todo o atendimento.

No hospital, Renan passou por tomografias de crânio, cervical, tórax, abdome e pelve, além de radiografias. Ele teve uma fratura no fêmur direito e um edema por conta de um traumatismo craneo-encefálico. Em seguida, o piloto foi encaminhado à UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Regional Sul, em Santo Amaro.

Renan ficou 23 dias em coma. Em agosto, ele foi transferido para um hospital particular da cidade de Araraquara, onde ficou por aproximadamente uma semana antes de receber alta e ser liberado para ficar em casa.

"O Renan recebeu alta, mas não mexia os braços e nem conseguia se locomover e nem ficar em pé. Ele falava sem problemas, no entanto, não se lembrava das coisas que falava. A memória dele era apenas do passado", contou a mãe de Renan, que isentou os médicos e a organização da competição de culpa. (www.folha.com.br)

 
Nem sei quanto eu ganho, diz Neymar PDF Imprimir E-mail
Sex, 13 de Abril de 2012 13:42
O melhor jogador do futebol brasileiro é também o mais bem pago. Entre o salário que ganha do Santos e a remuneração por campanhas publicitárias, Neymar embolsa todo mês R$ 2,3 milhões. Mas, recém-saído da adolescência, o astro de 20 anos parece ignorar sua conta bancária. Em conversa com a Folha, o principal jogador do Santos, time que completa 100 anos amanhã, afirmou desconhecer quanto recebe para jogar.

Veja galeria de imagens da carreira de Neymar
Confira imagens do modelo de iate comprado por Neymar
Leia mais sobre o Santos

"Nem sei quanto que eu ganho, meu pai que cuida de tudo isso".

A informação está na entrevista concedida a Adriano Wikson e Leonardo Lourenço, publicada nesta sexta-feira, e com a íntegra disponível para assinantes do jornal e do UOL, empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha.


Adriano Vizoni/Folhapress
Neymar durante entrevista exclusiva no CT Rei Pelé
Neymar durante entrevista exclusiva no CT Rei Pelé

Neymar ainda declarou que "trabalha demais", criticou a imprensa e afirmou não ter ideia de sua importância.(www.folha.com.br)

 
Após polêmica, Leonardo de Deus recupera medalha de ouro no "Tapetão" PDF Imprimir E-mail
Ter, 18 de Outubro de 2011 08:27
Brasileiro quase deixou de subir no pódio nos 200m borboleta por causa de uma irregularidade de patrocínio em sua toca


Todos os Direiros reservados
Desenvolvido por