Enquete

Qual é a sua opinião, com relação ao trabalho da imprensa escrita de Leopoldina?
 

Visitantes

mod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_counter
mod_vvisit_counterHoje1447
mod_vvisit_counterOntem1334
mod_vvisit_counterEsta Semana4885
mod_vvisit_counterSemana Passada9061
mod_vvisit_counterEste Mês29484
mod_vvisit_counterMês Passado9571
mod_vvisit_counterTodos os Dias3066221

We have: guests online
Hoje: 22 Nov, 2017

300x250_Site_Progresso

Início Entrevistas Entrevista ENTREVISTA: Dr. Leonardo de Paula Junqueira – Médico Psiquiatra
ENTREVISTA: Dr. Leonardo de Paula Junqueira – Médico Psiquiatra PDF Imprimir E-mail
Postado por Marcos Marinato   
Qui, 26 de Novembro de 2015 14:12

Introdução

argaiv1432

Dr_LeonardoO leopoldinense Leonardo de Paula Junqueira, é médico psiquiatra há aproximadamente quinze anos. Nesta entrevista exclusiva ao Jornal O Progresso, ele fala sobre depressão e outras doenças comuns, da área da psiquiatria.

 O PROGRESSO - É natural de Leopoldina?  Fale um pouco sobre a sua formação profissional e a sua carreira.

DR. LEONARDO DE PAULA JUNQUEIRA - Sou nascido e criado em Leopoldina, exercendo o cargo de médico Psiquiatra  com titulação pela associação medica brasileira(AMB)e associação brasileira de psiquiatria(ABP). Atendendo em Leopoldina na Medclin e Santa Ursula, em Muriae com consultório e Hospital São Paulo em Itamarati como médico concursado. Também trabalho como médico da APAE de Leopoldina.

O PROGRESSO - Quais são as doenças mais comuns na área da psiquiatria?

DR. LEONARDO DE PAULA JUNQUEIRA - Os transtornos do Humor são as mais comuns: como a Depressão, transtorno afetivo bipolar, quadro de ansiedade como Pânico e ultimamente com grande incidência o alcoolismo e  uso de diferentes drogas entre elas o Crack.

 O PROGRESSO - Quais são os motivos que causam a depressão?

DR. LEONARDO DE PAULA JUNQUEIRA - Os motivos são variados isso dependerá muito de cada indivíduo, mas fatores genéticos como se um dos pais tem depressão o risco do filho ter depressão é três vezes maior."Se ambos os pais tem depressão, o risco do filho desenvolver depressão e de 75 por cento. As mulheres têm o dobro de chance de vir a desenvolver o distúrbio, isso por conta da instabilidade hormonal a que estão sujeita.Fato de idosos terem mais doenças físicas, usarem mais medicamentos e frequentemente ficarem mais isolados socialmente aumenta o risco.Vivenciar um estresse constante, sofrer com dores, debilitação ou incapacitação física. Além desses fatores não podemos esquecer de traumas principalmente na infância e eventos estressantes.

O PROGRESSO -  A depressão pode ser considerada uma epidemia? Quais são os sinais desta doença? Existem fases da mesma? Quando uma pessoa pode estar depressiva?


 

DR. LEONARDO DE PAULA JUNQUEIRA - Segundo a organização Mundial de Saúde (OMS) estima que até 2030 a depressão será a doença mais comum do mundo, afetando mais pessoas do que qualquer outro problema de saúde, incluindo câncer e doenças cardíacas. Os sinais são tanto físicos quanto emocionais, além do humor está rebaixado a uma falta de prazer no que antes a pessoa gostava de fazer, perda de apetite e sono e pensamentos negativos em relação a si mesma. 
As fazes podem ser de leves a graves e associadas a sintomas alucinatorios. Geralmente as pessoas da própria casa podem notar uma mudança no comportamento como um isolamento social o próprio semblante e os pensamentos sempre negativista em relação a vida.

O PROGRESSO - Uma pessoa que comete suicídio pode estar com depressão em estágio avançado?

DR. LEONARDO DE PAULA JUNQUEIRA - Sim! Mas outras condições como uso de drogas, alcoolismo e transtorno afetivo associado a psicose podem levar também uma pessoa a cometer suicídio.

O PROGRESSO - A depressão tem cura? Ela está associada a outras doenças?


DR. LEONARDO DE PAULA JUNQUEIRA - Não podemos falar em cura com todos os pacientes, pois todo aquele que teve um quadro depressivo poderá ter recorrência dos sintomas...Hoje com avanço da psiquiatria e psicoterapia os casos são mais facilmente diagnósticados e recebem um tratamento mais efetivo. Ela pode estar associada a outras enfermidades, como diabetes, transtornos de ansiedade e doenças cardiovasculares. Alguns estudos ainda apontam que pacientes com depressão têm três vezes menos chances de aderir a tratamento médico do que pessoas que não sofrem da doença. Nestes casos, um psiquiatra pode evitar que o círculo se torne vicioso.

O PROGRESSO - Alguma coisa que o senhor queira acrescentar.

DR. LEONARDO DE PAULA JUNQUEIRA - Gostaria de agradecer o convite para conceder esta entrevista ao Jornal O Progresso, e para finalizar gostaria de dizer que as situações de luto, de tristeza, de aborrecimento, de tédio fazem parte da vida humana e isso não pode ser transformado em depressão. É transformar um sentimento normal, que todos nós devemos ter, dependendo das situações, numa entidade patológica.

 

 

 

comentários 

 
-1 #2 20-10-2016 10:07
Bom dia! Queira por favor forncer o endereço de Muriaé e o telefone. Desde já agradeço. Atenciosamente, Almir.
Citar
 
 
+1 #1 20-10-2016 10:01
Bom dia! Queira por gentileza fornecer o endereço e o telefone do consultório. Desdejá agradeço. Atenciosamente Almir.
Citar
 

Comentar

O Jornal O Progresso não se responsabiliza pelas informações ou citações feitas nos comentários que não sejam de sua autoria.


Código de segurança
Atualizar

Boa Noite,

Leia o Jornal Online

edicao-070

Edições Anteriores

Publicidade

 tec-enf

finance

blogmarinato

bar-puca

Previsão do Tempo

Todos os Direiros reservados
Desenvolvido por